INVISTA NO REINO DE DEUS ONDE ESTÁ TEU TESOURO AI ESTA TAMBÉM O SEU CORAÇÃO

sexta-feira, 28 de julho de 2017

Em Busca da Prosperidade - Prª Elisangela, Serra, ES ( ipadpo ) +55 27 9...

Pastora Elisangela Na Festividade do Circulo de Oração em Planalto Serrano Bloco B, no dia 15 de Julho de 2017, com o Tema o teu Povo é o meu povo e o Teu Deus  é o meu Deus.
aborda uma família que sai da casa do Pão para buscar prosperidade em meio a um povo estrangeiro proibido pelo Senhor.
Este vídeo contém em seus últimos minutos o louvor O Escudo ( Voz da Verdade ) na voz da Pastora Elisangela ao vivo.

Criei este vídeo com o Editor de vídeos do YouTube (http://www.youtube.com/editor)


domingo, 9 de julho de 2017

Dos Ensinos de Cirilo de Jerusalém, bispo (Cat. 1, 2-3. 5-6: PG 33, 371. 375-378) (Sec. IV)

Confessa os teus pecados no tempo favorável

Se há aqui algum escravo do pecado, prepare-se pela fé para a regeneração na liberdade da adopção filial; e tendo abandonado a miserável escravatura dos pecados e submetendo-se ao suavíssimo jugo do Senhor, será digno de possuir a herança do reino celeste. Pela confissão dos pecados, despojai-vos do homem velho, viciado pelas seduções do mal, e revesti-vos do homem novo que se renova à imagem d’Aquele que o criou. Adquiri pela fé o penhor do Espírito Santo, para serdes recebidos nas moradas eternas. Aproximai-vos do místico sinal para poderdes ser reconhecidos favoravelmente pelo vosso Senhor. Reuni-vos ao santo e espiritual rebanho de Cristo, para que um dia, separados à sua direita, recebais em herança a vida que vos está preparada. Porque aqueles que estiverem ainda presos à aspereza do pecado, serão colocados à esquerda, por não se terem aproximado da graça de Deus, que é dada por Cristo na regeneração do Baptismo. Não me refiro, evidentemente, a uma regeneração corporal, mas ao renascimento espiritual da alma. Na verdade, os corpos são gerados pelos pais terrenos, mas as almas são regeneradas pela fé, porque o Espírito sopra onde quer. E então, se te tornares digno, se a tua consciência for encontrada livre de qualquer mancha ou falsidade, poderás ouvir aquela voz: Muito bem, servo bom e fiel. Se, no entanto, algum dos presentes julga que pode enganar a graça de Deus, ilude-se a si mesmo e desconhece o valor das coisas. Procura, ó homem, ter uma alma sincera e isenta de toda a simulação, porque Deus perscruta a mente e o coração. O tempo presente é tempo de conversão. Confessa o que fizeste, quer por palavras quer por obras, de noite ou de dia. Confessa-o no tempo favorável e receberás o tesouro celeste no dia da salvação. Purifica a tua ânfora, para que receba a graça com maior abundância; porque a remissão dos pecados é dada a todos por igual, mas a comunicação do Espírito Santo é concedida segundo a proporção da fé de cada um. Se trabalhares pouco, pouco receberás; mas se trabalhares muito, receberás uma grande recompensa. Corres para teu proveito; olha bem para a frente e vê o que te convém. Se tens alguma coisa contra alguém, perdoa. Aproximas-te para receberes o perdão dos pecados: é preciso que também tu perdoes a quem te ofendeu.

Dos Sermões de Agostinho, bispo (Sermo 19, 2-3: CCL 41, 252-254) (Sec. V)

O sacrifício agradável a Deus é o espírito arrependido

Reconheço a minha culpa, diz David. Se eu a reconheço, dignai-Vos perdoá-la. Não presumamos de modo nenhum que vivemos rectamente e sem pecado. Será louvável a nossa vida, se não esquecemos a necessidade de pedir perdão. Mas os homens sem esperança, quanto menos preocupados estão com os seus pecados, tanto mais curiosos são sobre os pecados alheios. Não procuram corrigir, mas criticar. E como não podem escusar-se a si mesmos, estão sempre prontos para acusar os outros. Não é isso que nos ensina o salmista, quando orava e queria dar uma satisfação a Deus, dizendo: Eu reconheço a minha culpa, e o meu pecado está sempre diante de mim. O que assim ora não atende aos pecados alheios, mas examina-se a si mesmo; e não se vê só exteriormente, mas entra em si e desce ao mais profundo de si próprio. Não se perdoa a si mesmo, e por isso ousa confiadamente pedir perdão. Queres reconciliar-te com Deus? Repara como procedes para contigo, para que Deus te seja propício. Considera o que diz o mesmo salmo: Não é o sacrifício que Vos agrada; e se eu oferecer um holocausto, não o aceitareis. Então ficarás sem apresentar sacrifício algum? Poderás aplacar a Deus sem nenhuma oblação? Que diz o salmo? Não é o sacrifício que Vos agrada; e se eu oferecer um holocausto, não o aceitareis. Mas continua e ouve o que ele diz: Sacrifício agradável a Deus é o espírito arrependido; Deus não despreza o coração contrito e humilhado. Deus rejeita os antigos sacrifícios, mas mostra-te o que hás-de oferecer. Os nossos antepassados ofereciam vítimas do seu rebanho, e era este o seu sacrifício. Não é o sacrifício que Vos agrada. Não aceitais aqueles sacrifícios, mas quereis um sacrifício. Diz o salmista: Se eu oferecer um holocausto, não o aceitareis. Então, se não aceitais holocaustos, ficareis sem sacrifício? Longe disso. Sacrifício agradável a Deus é o espírito arrependido; Deus não despreza o coração contrito e humilhado. Aí tens o sacrifício que hás-de oferecer. Não lances o olhar para o rebanho; não prepares navios para ir em busca de perfumes até às mais longínquas terras. Procura no teu coração uma oferenda agradável a Deus. É o coração que deve ser atribulado. Receias que morra atribulado? Ouve ainda o salmo: Criai em mim, ó Deus, um coração puro. Portanto deve ser atribulado o coração impuro, para que seja criado um coração puro. Sintamos desgosto de nós mesmos quando pecamos, porque os pecados causam desgosto a Deus. E já que somos pecadores, sejamos semelhantes a Deus ao menos nisto, desgostando-nos com o que desgosta a Deus. Assim a tua vontade coincide em certo modo com a de Deus, porque te desagrada aquilo que também desagrada Àquele que te criou